Márcio Luís da Gama Cavalheiro

MARTINHO LUTERO - VIDA, OBRA E TEOLOGIA

Vida

Martinho Lutero, em alemão: Martin Luther, nasceu e morreu em Eisleben, no Sacro Império Romano-Germânico, atualmente Alemanha, em 10 de novembro de 1483. Lutero era filho de Hans Luther e Margarethe Lindemann, camponeses católicos alemães. A família logo se mudou para Mansfeld, depois que seu pai foi dirigir as minas de cobre. O pai, Hans Luther, desejava que seu filho Martinho viesse a se tornar um funcionário público para melhorar as condições da família. Com isso, sendo comum na época, foi alvo de disciplina rígida, e desde cedo aprendeu, entre outras coisas, a orar aos santos, realizar boas obras e reverenciar o papa e a igreja.

Desde cedo, aos 5 anos, Lutero começou a estudar latim em uma escola local de Mansfeld. Aos 12 anos, foi aluno de uma escola de uma irmandade religiosa em Magdeburgo. Aos dezessete anos, em 1501, ingressou na Universidade de Erfurt e em 1505, recebeu o grau de Mestre em Artes. Logo depois, ainda em 1505, seguindo os desejos maternos, começou a estudar na escola de direito da mesma universidade.

Pouco tempo depois de iniciar seus estudos de Direito, numa mudança radical, Lutero resolveu tornar-se monge e entrou no Mosteiro Agostiniano de Erfurt. Foi ordenado sacerdote em 1507. Em seguida em 1508, deixou o Mosteiro e começou a ensinar filosofia moral na Universidade de Wittenberg. Continuando seus estudos, Lutero obteve o título de Doutor em Teologia em 1512, com isso, Lutero ensinou Teologia Bíblica na mesma Universidade de Wittenberg de 1513 a 1518. Nessa época, começou a tornar-se bastante conhecido, da qual resultou no trabalho das “95 Teses” da qual mais tarde culminou no que ficou conhecido na história como a Reforma.

Em junho de 1525, Lutero casou-se com Catarina de Bora, uma ex-freiras e filha de nobre família, que Lutero ajudou a escaparem do cativeiro no Convento de Nimbschen em 1523. Deste matrimônio nasceram seis filhos: Johannes (Hans), Elisabeth, Magdalena, Martin Jr., Paul e Margarete e ainda abrigaram onze órfãos. Dos seis filhos, Margarete foi a única que manteve a linhagem até os dias de hoje. Com isso, incentivou o casamento de outros padres e freiras que haviam adotado a Reforma, da qual culminou definitivamente no rompimento com a Igreja Romana.

Lutero faleceu de causas naturais em 1546, aos 63 anos de idade, na sua cidade Natal já referido anteriormente, embora não haja um consenso entre os seus médicos e biógrafos acerca da causa da morte. Seu corpo foi sepultado na Igreja do Castelo de Wittenberg, a mesma igreja da qual, 30 anos antes, havia afixado suas 95 Teses.

Obra e Teologia

Antes de tudo, o jovem professor e pregador da Igreja de Wittenberg, Lutero começou a ser afligido por uma angústia, que sintetizada, temos a pergunta: se o coração da pessoa é governado pelo pecado, como pode esperar salvação diante de Deus? Buscando resposta para esta pergunta, Lutero somente encontrou resposta no dia em que encontrou na Bíblia, de que a certeza de que não há como alguém merecer o favor de Deus por causa de alguma coisa que faz; de que a única forma de alguém obter o favor Deus é através da fé em Jesus Cristo; de que é através da fé em Jesus que os pecados são perdoados por Deus. Procurando respostas e se deparando diante destas compreensões, que mais tarde ficou conhecido como a doutrina da justificação pela fé, Lutero involuntariamente fundou um dos pilares do novo pensamento religioso protestante.

Mas a questão primordial inicial da qual culminou na expulsão e cisão do Lutero da Igreja Católica foi a questão da venda de indulgências. A Igreja Romana da época costumava dizer que algumas pessoas possuíam mais méritos do que tinham necessidade, e com isso, esse “excesso de mérito” poderia ser transferido e vendido para outras pessoas cuja salvação era no mínimo, duvidosa. Lutero, em 1517, protestou e afixou uma série de críticas contra esta prática, chamada de venda de indulgência, da qual ficou conhecido como as “95 Teses”.

As “95 Teses” eram um protesto do Lutero contra o abuso da autoridade do Papa e da Igreja Católica, diante dos vários temas colocados em discussão, entre outras da renúncia da exigência papal pelo poder temporal, do celibato, da reforma geral das moralidades da Igreja Católica e a venda de indulgências, entre outras. Para Lutero, a verdadeira Igreja é o Evangelho – a proclamação do amor de Deus, considerando sagrado apenas três sacramentos: da Eucaristia, do Batismo e da Penitência.

Diante do desafio do Lutero, a Igreja Romana ordenou que Lutero fosse a Roma para responder às acusações de heresia. Diante disso, Frederico (o Sábio), Príncipe da Saxônia, interveio com uma Dieta Imperial para que a audiência de Lutero fosse realizada na cidade de Augsburgo, em 1518. Na audiência, Lutero não mudou de opinião e com medo de ser preso pela Inquisição, fugiu!

Mesmo assim, as ideias de Lutero sofreram grande repercussão e logo encontraram adeptos em todo império Romano-Germânico, e atingiram outros países como a França, Itália, Inglaterra, entre outros. Gostaria de salientar que muitas destas teses refletiam também nos interesses da nobreza alemã, revoltada com sua submissão a Igreja Católica, por consequência o Papa e, principalmente, com o fato de terem que enviar e centralizar as riquezas para a Roma. Diante da situação instalada, o Papa emitiu uma bula (Ordem Papal), ameaçando Lutero de excomunhão, caso não se retratasse. Em protesto, queimou publicamente a bula e sofreu excomunhão em 1521, para o bem da nova religião que estaria surgindo: Protestantismo.

Lutero ainda se esforçou para difundir e traduzir a Bíblia para o alemão, para que todas as pessoas pudessem ter acesso às escrituras que, até então, estavam somente em latim, permitindo a todos livre acesso ao conhecimento e a salvação, que durante muito tempo era privilégio somente pela Igreja Católica. Publicou cerca de 400 obras em toda a sua vida, incluindo comentários bíblicos, catecismos, sermões e tratados. Também escreveu hinos e cânticos. Grande parte de suas obras foram publicadas e traduzidas em diversas línguas e usadas até os dias de hoje.